3 de dezembro de 2013

O eterno Cinclus

Faz tempo que ando a tentar fotografar esta ave com uma aproximação maior que o habitual, mas sem sucesso.

Os percursos efectuados já atingem as centenas de quilómetros. Mas há que insistir.

Poderia ter sido desta vez, não sei... Houve problemas de ordem técnica. O estabilizador de imagem parecia não funcionar, as mudanças nos parâmetros da câmara pareciam não surtir qualquer efeito... E sem razão aparente. Enfim!

Quem imaginaria uma coisa destas depois de um delicioso cabrito assado regado com tinto do Dão, e seguido de algumas alquimias e um ou dois pares de ginjas?


Melro d'água - White-throated Dipper
Cinclus cinclus



Serra da Estrela
(Novembro de 2013)

6 comentários:

Joaquim Rodrigues Martins disse...

Boa foto, uma ave que ainda não consegui fotografar apesar de saber que existem aqui perto.
Um abraço!

Anónimo disse...

Cá está ele! Espero que os problemas da objectiva sejam causados pela temperatura e não por avaria da dita. Tenho que ir aí mais uma vez. Se ele não aparecer, o cabrito assado servirá de consolo.
Um abraço,
Reinaldo Cruz

Antonio Puig Garcias disse...

Hola JR una gran fotografia de esta ave tipica de rios de montaña aqui en mi tierra.Un abrazo

Bruno Novo disse...

ficou bonito

Tânia disse...

Mesmo com os ditos problemas técnicos, ficou um registo de categoria! Quem me dera!
Só o fotografei uma vez, com a preciosa ajuda do Joaquim Antunes e nunca mais lhe pus a vista em cima... Este melro é um troféu muito apetecido para um fotógrafo de natureza!

Saudações,
Tânia

JR disse...

Olá Tânia.
Há dias o Reinaldo Cruz passou por cá e também tive de lhe explicar que os "problemas técnicos" foram causados pelo almoço. :-)
JR